Atuar no lugar do seu dia a dia com o mundo nas mãos
para fazer do mundo uma só família!

"Os cristãos leigos são homens e mulheres da Igreja no coração do mundo,
homens e mulheres do mundo no coração da Igreja!" (PUEBLA 789)

segunda-feira, 14 de abril de 2014

QUEM SOU EU DIANTE DO MISTÉRIO DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS?

Durante a celebração de Ramos e Jornada Mundial da Juventude Diocesana, no domingo (13), o papa Francisco deixou de lado a sua homilia escrita e improvisou uma profunda reflexão recordando os personagens descritos na leitura do Evangelho deste domingo. O Papa pediu um exame de consciência a todos os fiéis, e com qual personagem nos identificamos.


Durante a celebração de Ramos e Jornada Mundial da Juventude Diocesana, no domingo (13), o papa Francisco deixou de lado a sua homilia escrita e improvisou uma profunda reflexão recordando os personagens descritos na leitura do Evangelho deste domingo. O Papa pediu um exame de consciência a todos os fiéis, e com qual personagem nos identificamos.  Quem sou eu diante do meu Senhor? E o Papa conclui: “A qual dessas pessoas eu me assemelho? Que esta pergunta nos acompanhe durante toda a semana.

Com qual/quais  dessas pessoas eu me assemelho? Que esta pergunta nos acompanhe durante toda esta Semana Santa.
 



















sexta-feira, 11 de abril de 2014

SÃO FRANCISCO XAVIER e SANTA TERESA DE LISIEUX

O Movimento Eucarístico Jovem Internacional adota a partir de 09 de Abril de 2014, como seus santos Padroeiros, São Francisco Xavier e Santa Teresa de Lisieux,  que já são padroeiros do Apostolado da Oração mundial, dos Missionários Xaverianos e dos Leigos Missionários Xaverianos.

Ambos nos inspiram em seu amor a Cristo e no serviço à Igreja. Ambos nos contagiam com seu espírito apostólico e seu desejo de doar a vida na missão.


São Francisco Xavier, festa dia 03 de dezembro.

Ambos vivem o que no AO-MEJ-LMX chamamos um modo de vida eucarística e missionária. São Francisco Xavier foi missionário além-fronteiras e Santa Teresinha consagrou sua vida à missão, mesmo estando em um mosteiro de clausura já aos doze anos foi inscrita no Apostolado da Oração, o qual era nesse momento, antes da criação da Cruzada Eucarística, o mais perto de ser um membro do MEJ como no modelo atual. 

SÃO FRANCISCO XAVIER e SANTA TERESINHA,

rogai por nós!


quinta-feira, 10 de abril de 2014

FELIZ PÁSCOA!

UM OLHAR VOCACIONAL DA QUARESMA À PÁSCOA

“É PARA A LIBERDADE QUE CRISTO VOS LIBERTOU”

  1. BUSCAR O VERDADEIRO DEUS: O primeiro domingo da quaresma nos
    convidou a irmos para o deserto na busca de nós mesmos e, sobretudo do projeto do verdadeiro Deus. Na experiência do deserto, Jesus foi tentado pelos ídolos da riqueza, do poder e do sucesso. São alguns dos deuses que querem ocupar o nosso coração, nos escravizar e desviar a nossa vocação. Não podemos colocar nada e ninguém no lugar do verdadeiro Deus em nossa vida. Deixemos Deus ser o Senhor de nossa história.

  1. DEIXAR-SE CONDUZIR: No segundo domingo da quaresma Jesus nos
    conduziu ao Monte Tabor para fazermos a experiência do Deus da vida a fim de podermos vencer as forças da morte. Deus nos revelou Jesus como seu Filho amado e nos pediu para que o escutássemos. Nós, também, somos filhos amados de Deus. Precisamos deixar Jesus nos conduzir. Precisamos gostar de estar com Jesus, escutar Jesus e deixá-lo nos preparar para segui-lo, tomando a nossa cruz nos passos d’Ele. Deixemos Deus nos amar e nos conduzir pelos caminhos d’Ele.

  1. BEBER A ÁGUA VIVA: O terceiro domingo da quaresma, ajudados pela samaritana, tivemos a graça de conhecer e acolher o Dom de Deus que é Jesus. Ele é aquele que vem ao nosso encontro, sobretudo daqueles que a vida está sendo tirada. É aquele que quebra todos os preconceitos e nos liberta de todas as amarras que tiram a nossa liberdade. Ele é a Água viva que sacia a nossa sede de amor e justiça e nos torna testemunhas missionárias de sua pessoa e de seu projeto do Reino de Deus. Deixemos Deus nos saciar com seu amor e nos enviar em missão.

  1. ENXERGAR A LUZ: No quarto domingo da quaresma fomos desafiados a acolher Jesus como Luz do mundo. Deus nos criou com a capacidade de enxergar as obras de suas mãos e proclamá-las em todas as nações. Jesus, Luz do mundo, quer nos curar de nossas cegueiras para que possamos, com Ele, brilhar, sermos luz de Deus no mundo. “O pior cego é aquele que não quer ver”. Deixemos Jesus abrir os nossos olhos e corações para nos tornar discípulos d’Ele.

  1. VOLTAR A VIVER: O quinto domingo da quaresma foi marcado pela amizade e o amor de Jesus com a família de Lázaro, Marta e Maria e com a ressurreição de Lázaro. O amor e a verdadeira amizade aposta na vida, não tem medo, não mede sacrifício, vai ao encontro do outro, conta com os outros, envolve as pessoas na defesa da vida, pede a força de Deus. Jesus é a Ressurreição e a Vida. Deixemos Jesus ser o nosso amigo e freqüentar a casa de nossa vida e de nossos sonhos.

  1. VIVER COM ALEGRIA: No Domingo de Ramos Jesus é aquele que precisa
    de um jumentinho, sinal de humildade, para entrar em Jerusalém. Foi acolhido com alegria pelo povo como Rei, Filho de David, o Bendito do Senhor, o profeta de Nazaré da Galiléia. O papa Francisco nos alerta que há cristãos que parecem ter escolhido viver uma Quaresma sem Páscoa e nos desafia dizendo que a alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Deixemos Jesus precisar de nós. Acolhamos o seu pedido, sua pessoa e seu projeto com alegria.

  1. SERVIR COM ADORAÇÃO: A Quinta Feira Santa é marcada pela Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio e pelas atitudes de serviço e adoração. Jesus nos diz que amigo de verdade é capaz de dar a vida pelo outro. Ele está sempre perto, próximo, ao lado, lava os pés, carrega no calo se for preciso, torna-se alimento e força, sobretudo nos momentos mais difíceis. Está sempre pronto para servir. Jesus lava os pés de seus discípulos, celebra a Ceia com eles, torna-se Pão Eucarístico, alimento para uma caminhada de vida em plenitude. Ele merece o nosso louvor e adoração. Deixemos Jesus nos purificar e ser o nosso Mestre.

  1. MORRER PELA MISSÃO: Na Sexta Feira Santa Jesus morre na Cruz. Dá a sua vida pela causa do Projeto do Deus da vida, do Reino da Justiça, pela Salvação da humanidade. Jesus foi fiel ao Pai. A cruz que era sinal de maldição, tornou-se sinal de benção. O Papa Francisco nos desafiou a tocar na cruz de Jesus. Ele nos disse: "Ninguém pode tocar a Cruz de Jesus sem deixar algo de si mesmo nela e sem trazer algo da Cruz de Jesus para sua própria vida". Deixemos Jesus nos encorajar, tornar-nos fiéis à nossa missão.

  1. SONHAR COM A RESSURREIÇÃO: O Sábado Santo, de Aleluia, é o dia
    da esperança e do sonho. “Se o grão de trigo for jogado na terra, ele vai morrer germinando novas vidas. Que o martírio de Jesus nos façam pessoas com coragem de sonhar que um mundo novo é possível; que a humanidade poderá crescer no caminho do amor e da justiça; que a força do bem vencerá sempre. “Sonho com uma opção missionária capaz de transformar tudo, para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionado mais à evangelização do mundo atual que à auto-preservação” (EG 27).Deixemos Jesus sonhar, esperar, confiar com cada um de nós.

  1. VIVER NA ESPERANÇA: No Domingo da Ressurreição Deus nos mostrou
    para sempre o seu poder. A vida venceu a morte. “É o dia que o Senhor fez para nós: Alegremo-nos e nele exultemos”. É o dia de renovarmos a nossa fé e esperança, de “pregar e testemunhar”, com todo o nosso coração, que Deus Pai ressuscitou a Jesus. É dia da festa da vida, de alegria e de buscar sempre mais as “coisas do alto”, isto é, sermos imitadores de Jesus. Deixemos Jesus nos ressuscitar, ser o Senhor de nossas vidas, dizendo com todo o nosso coração a Ele: “Eis-me aqui, Senhor, para fazer a sua vontade”.

FELIZ PÁSCOA!
QUE A FORÇA DO DEUS VIVO SUSTENTE SEMPRE OS SEUS PASSOS NO PROJETO PELO QUAL JESUS DEU A SUA VIDA.


joãobortoloci@bol.com.br