Atuar no lugar do seu dia a dia com o mundo nas mãos para fazer do mundo uma só família no amor!

"Os cristãos leigos são homens e mulheres da Igreja no coração do mundo, homens e mulheres do mundo no coração da Igreja!" (PUEBLA 789)

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Reunião da Coordenação dos Leigos


 coordenação geral dos Leigos Missionários Xaverianos eleita em novembro de 2012 em Curitiba/PR, se reuniu no último sábado, 19.01.13 em Hortolândia/SP.

Contamos com a acolhida dos padres João Bortoloci, Jair Julião, Crispim de Jesus e do querido seminarista Matias. Ah, e claro, a Cida que preparou nosso almoço.



Nos reunimos para fazer o planejamento para 2013 e dar os encaminhamentos a Associação dos Leigos Missionários Xaverianos.

Por questões burocráticas o registro da Associação/Estatuto Jurídico ainda irá levar mais uns 60 a 90 dias para se realizar - as custas serão realizadas pelo escritório do nosso amigo Vilson Mileski.

O coordenador Paulo Moroni juntamente com sua família saiu em missão agora no mês de janeiro e visitou alguns núcleos regionais. Também visitou locais onde os consagrados xaverianos já atuaram buscando iniciar novos núcleos de leigos. Em breve teremos fotos e maiores detalhes.

O padre João partilhou conosco um artigo sobre os leigos apresentado na Assembleia dos Consagrados agora no início de janeiro. Dividiu conosco as impressões dos padres e as expectativas, que nos animou bastante.

O padre Jair Julião a partir de agora irá participar das reuniões da coordenação nos apoiando.

Para os núcleos acordamos em desenvolver e incentivar as seguintes atividades:

- comemorar os 60 anos dos Xaverianos no Brasil;

- promover uma semana missionária;

- fazer intercâmbio entre grupos;

- utilizar os subsídios de encontros preparados pelo padre João;

- promover atividades de arrecadação e repassar uma parte para manutenção da coordenação;

- que os membros que puderem iniciem uma doação voluntária mensal;

Também já estamos preparando a Assembleia dos Leigos que será em novembro em Laranjeiras do Sul/PR nos dias 15, 16 e 17/11/2013.

Segue as datas de encontros da coordenação:

- 20/04

- 17/08

- 19/10 (se necessário)

Em um clima muito animado passamos o dia e realizamos estes e outros encaminhamentos que aos poucos divulgaremos. Rezamos pelos ausentes: Raquel de Minas, Manoel de Santo André e o padre Rafael Lopez.

E que a exemplo de São Guido Conforti e São Francisco Xavier possamos todos seguir com intenso amor e dedicação a frente deste grupo que sonha em fazer do mundo uma só família, tornando Jesus conhecido a todos, sem distinção.

Um abraço, Patricia

sábado, 5 de janeiro de 2013

Missão é sair...


“Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que te mostrarei” (Gn 12, 1). Assim começa a história de Abraão e, portanto a história do povo de Israel, como relata o livro do Gênesis. Sair de onde estamos estabelecidos, onde está tudo organizado, onde estamos acostumados. 

Sair da sua terra como Abraão, várias pessoas foram convidadas a fazê-lo. Mas podemos sair também da nossa casa para ir ao encontro da realidade que nos cerca, para ir ao encontro das pessoas tão perto de nós e tão longe ao mesmo tempo, que, às vezes, nem sequer conhecemos o nome!

Foi isso que fez Moisés: “ Naqueles dias, Moisés cresceu e saiu para ver os seus irmãos e , viu as tarefas  que pesavam” (Ex 2, 11). Ele saiu do palácio onde estava levando uma vida tranquila, para ver a realidade em que vivam seus irmãos de sangue. Após sua intervenção mal sucedida, ele teve que sair até do Egito e se refugiar em Madiã. Foi de lá que ele saiu para a sua missão libertadora.

Desinstalar-se

A missão começa desinstalando, porque parte de um desejo de comunicar uma boa nova. É como um fogo que arde por dentro, como se exprime o profeta Jeremias: “Quando eu pensava: não me lembrarei dele, já não falarei em seu nome! Então isso era no meu coração um fogo abrasador” (Jr 20, 9). A missão nos faz quebrar as barreiras da discriminação, seja social, racial ou religiosa. Por isso a missão é universal. Abraão vai de Ur da Caldeia até Harã, de Harã até Canaã, de Canaã até o deserto do Negueb, e do deserto de Negueb até o Egito, “de acampamento em acampamento” (Gn 12, 9).

O missionário vai onde Deus o chama, assim como Abraão, Pe. João já foi de Piracicaba (Brasil)  à Moçambique (África), e agora neste início de ano (2013) sai de Hortolândia indo trabalhar em Curitiba. O missionário não se prende a um lugar, a um grupo, a uma família, ele vai sempre mais para frente. Nós teremos oportunidade de ver isso também no livro dos Atos dos Apóstolos com os grandes missionários Paulo de tarso, Barnabé, Timóteo... eles saem cada vez mais para longe, até as extremidades da terra. A missão recebida por Abraão o torna benção para todos os clãs da terra” (Gn 12, 3).

Benção

“Sê uma benção!” O missionário é uma benção para todas as pessoas que ele encontra pelas palavras que ele traz, mas também pelas atitudes que ele toma perante as pessoas. Se animado pelo Espírito Santo, ele irradia os seus frutos: “amor, alegria, paz, bondade, paciência, mansidão ...” (Gl 5, 22).
"Vai, vai, Missionário do Senhor!"